Quem somos

Criar é nossa paixão.

Há muitos anos, quando ainda jovem iniciei uma criação de cães da raça Fila Brasileira. Selecionávamos nossos animais com muito critério, e mesmo preservando seu espirito de guarda, através do relacionamento estreito, tínhamos cães calmos e previsíveis.

Depois, casei, vieram os filhos e família era apaixonada por cavalos, coisa que fez parte de minha infância e adolescência, pois meu pai possuía uma fazenda. A criação veio naturalmente.

Sempre ligada ao campo e aos animais, iniciei uma criação de cavalos Campolinas, e hoje já se vão 28 anos de muita dedicação, seleção e paixão.

Com os Spitz foi um pouco diferente, já havia mudado para Petropolis e optei por morar ao lado do haras e tinha um fiel companheiro ” Nicolau ” um poodle toy que era minha grande paixão, mas a idade chegou e meu amigo me deixou.

Iniciei a busca por um novo cão, mas não queria mais um poodle, porque iria me dar muitas saudades de meu Nico!!!!

Pesquisando cheguei ao Spitz e comprei um lindo Spitz tamanho pequeno, laranja sable, claro foi paixão a 1a vista. Schneider veio do Canil Diamond Gold do Rio de Janeiro, de Aline uma criadora criteriosa.

Achei que ele não poderia ficar sozinho, e veio a meiga Stephanie do Canil Mr Pauls Poms, de Valéria Fialho, que se tornou uma grande amiga.

Ainda sem pretensão de criação comprei Sofia, meiga, mas muito assustada, demorou a se adaptar.

Nesse momento começou uma vontade de ir mais fundo, conhecer mais a raça, e talvez iniciar uma criação. Pesquisei os criatórios e comprei o Sunryse Minion Bob, que carinhosamente chamamos de Strudel. Olhar vivo, muito peludo nos cativou assim que desembarcou, pois veio de São Paulo do seleto criatório Sunryse.

Continuei a busca e encontrei o Canil Tiny Celebs em Fortaleza, namorei os animais e comecei um contato com o simpático Ed Laranjeiras. Claro comprei a fofíssima Sacha, de uma linhagem que me encantou, delicada, mas ao mesmo tempo cheia de personalidade, se acha um dog alemão kkkkk mas muito amorosa.

Ed se tornou um consultor, onde conversa longamente sobre a raça, porque convenhamos, não é fácil entender os Spitz. Sempre simpático e paciente foi me encorajando e comecei a acompanhar sua trajetória. Dedicado e apaixonado os resultados vem naturalmente e um dia ainda trago a linda Ivete Sangalo Tiny Celebs para cá kkkkk

Quem me conhece, sabe que não iria parar por aí. Comecei a pesquisar na internet, ler, ver videos de competições internacionais, e nessas horas de pesquisa cheguei ao Luiz Fernando, canil Di Libra’s. São horas e horas de papo, onde eu pergunto… pergunto … pergunto, e ele sempre paciente procura me ensinar. Hoje tenho a Di Libra’s Contine, adquirida recentemente e digo que ela é maravilhosa….

Vieram os 1os filhotes, e agora estamos na nossa 2a ninhada, buscando a alquimia de acertos e erros que toda criação trás.

Temos muito a aprender, um longo caminho a trilhar, mas estou animada.

Continuo estudando, alugando o Ed Laranjeiras, o Luiz e a amiga Valéria.

A arte de criar envolve – estudo, paixão, humildade em aprender e principalmente respeitar o animal. Ele não é uma maquina de pista e reprodução, na verdade o objetivo é produzir cães belos, de pelagem exuberante, temperamento vivo e obediente,e acima tudo um companheiro de todos os momentos.

Não podemos esquecer ‘NUNCA ” que são os melhores amigos que temos, pedem muito pouco e dão muito… ame incondicionalmente seus animais, sejam eles de raça ou vira-latas e se estiver disposto a criar, estude e tenha no padrão da raça a sua biblia, só assim alcançara bons animais.

Optei por criar o tipo anão e pequeno, mas respeitando as estaturas para os acasalamentos.

Assim, vamos em frente, errando, acertando mas cuidando para que o padrão seja respeitado, bem como o bem estar animal.

Obrigado a todos os amigos que tem me ajudado.

Vera Annechino